Troca do motor de caminhão: Como identificar?

Se fomos fazer uma comparação com o corpo humano, qual local do seu caminhão poderia ser considerado o coração? Dentre as diversas respostas que podem ser dadas, a mais plausível delas é o motor. Isso porque, assim como o órgão humano, um motor sofre com o desgaste ao longo do tempo, precisando de maiores cuidado. Mas, caso chegue a níveis mais sérios de complicações, pode existir a necessidade de trocar o motor do caminhão.   

Além da perda de performance natural com a deteriorização, um motor muito gasto pode chegar ao ponto de deixar o motorista na mão no meio de um frete, pois não consegue mais exercer a sua função primária de dar a potência para o veículo andar. Desta maneira, passa entrar em cena a ideia de realizar a troca do mecanismos por um mais conservado e moderno.

Sendo assim, para saber de fato qual o momento certo para realizar essa troca é preciso estar atentos aos próprios sinais que o motor vai fornecendo ao longo do tempo. Então, para te ajudar, separamos alguns critérios que devem ser levados em conta para decidir de está na hora de fazer a troca do motor de caminhão ou não. Boa leitura.

Critérios para avaliar a troca do motor de caminhão

Critérios para avaliar a troca do motor de caminhão

O seu caminhão está dando sinais de problema quando é muito exigido? Isso pode ser resolvido com a troca do motor de caminhão. Confira abaixo 6 coisas que precisam ser levadas em conta para tomar essa decisão de maneira mais assertiva. 

1 – Frequência das manutenções

Frequência das manutenções

Um dos indicadores mais sintomáticos de que está chegando o momento de fazer a troca do motor é o aumento progressivo da quantidade de manutenções necessárias para fazer com que o veículo esteja em condições de uso. Como já mencionado anteriormente, chega um determinado ponto que o desgaste desse componente se torna tão grande que as falhas e panes se tornam comum no dia a dia do caminhoneiro.

A perda de potência e aumento exagerado do consumo de combustíveis são apenas alguns exemplos de situações que passam a ocorrer em conjunto com o aumento das revisões. Dependendo do caso, é possível somente fazer a retifica do componente e tudo voltar ao normal, mas em outros já é preciso fazer a troca.   

2 – Presença de vazamentos

Presença de vazamentos

Poças de óleo ou outros fluidos que ficam embaixo do motor do caminhão, após o veículo ficar estacionado em um local por um determinado tempo, também não são um bom sinal. Esses vazamentos também podem ser considerados como um indício da necessidade de retífica ou troca do motor de caminhão. 

Entenda que a falta de óleo no motor aumenta o atrito e, consequentemente, o desgaste das peças do componente. Assim, não seja negligente ao ponto de continuar rodando com o pesado mesmo sabendo disso, pois cada quilômetro rodado com o veículo nessas condições pode significar um perigo para a sua vida e para as de todos que cruzarem o seu caminho. 

Assim, nesses casos, além de uma revisão completa do motor para saber se será necessário fazer a substituição do componente, também é indicado checar  outros sistemas, pois não é incomum a ocorrência do vazamento de fluídos de freios, de transmissão e de gás.

Check List do caminhoneiro

3 – Emissão de ruídos

Emissão de ruídos

Assim como ocorre com o vazamento de fluídos, a emissão de ruídos de for exagerada também deve ser encarada como um forte indício de que o motor do caminhão está com os dias contados. Popularmente, o baralho que se é ouvido nesses casos é conhecido como “batido de pinos”.

Quando ocorre esse fenômeno no componente, ocorre uma elevação na temperatura do motor, gerando o aparecimento de ranhuras nas peças e, caso não seja feito o reparo adequado, pode chegar a problemas irreversíveis nos pistões e cilindros, o que forçaria de qualquer forma uma troca do motor de caminhão. 

Também é preciso ressaltar, que nesse casos também deve ser levado em conta a saúde e conforto do motorista ao dirigir o veículo, pois conviver com altos índices de ruído é extremamente prejudicial à saúde.    

4 – Tempo de uso do caminhão

Tempo de uso do caminhão

Pode parecer uma coisa intuitiva, mas é preciso compreender que o tempo de uso de um caminhão também deve ser levado em conta na análise do motor. Isso porque, por um lado, com o tempo de uso o componente vai se deteriorando naturalmente e, por outro, se torna também difícil achar uma reposição compatível para eventuais manutenções.

Esse ponto pode acabar dificultando a questão da manutenções, deixando elas cada vez mais caras, o que inviabiliza a permanência do motor atual. Além desse ponto, também é necessário considerar que com o tempo de uso não somente o motor passa a ter problemas, como também outro sistemas do veículo.

Sendo assim, um problema de outro componente pode fazer com que o motor seja afetado e, por consequência, tenha a sua vida útil abreviada. Assim, nesse tipo de situação, pode ser considerada a troca do motor de caminhão ou até mesmo a compra de outro veículo, por exemplo. 

5 – Expulsão de fumaça

Expulsão de fumaça

Muita fumaça saindo do escapamento? Isso também pode significar problema. Obviamente que é preciso analisar profundamente o porquê de estar ocorrendo essa anomalia, mas já demonstra que algo não está dentro do padrão de funcionamento do componente. Problemas no sistema de injeção e em outros componentes aumentam a emissão de poluentes e elevam o consumo de combustível.

Diante desse cenário, é importante achar o mais rápido possível o causador do problema. A própria cor da fumaça pode auxiliar na identificação do problema. O lançamento de fumaça escura pode apontar, por exemplo, o desgaste nos anéis do motor. Sendo assim, é preciso entender o problema e saber se será preciso fazer a troca do motor do caminhão ou não. 

Conclusão   

Em suma, decidir se é o momento correto para fazer a troca do motor de caminhão exige muito estudo e atenção com os sinais que o seu pesado apresenta todos os dias. Gostou desse conteúdo? Então, acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de todos os nossos conteúdos.

Infográfico: o que todo caminhoneiro precisa ter dentro do seu caminhão

Conteúdo Originalmente postado em: Troca do motor de caminhão: Como identificar?.

Publicado por Ana Maria Rodrigues

Olá eu sou a Ana, e adoro compartilhar minha vida com minha família. Sou Casada com Luis Rodrigues e tenho 3 lindos filhos, Luiz Filho, Maria Gabriela e Luiza. Atualmente eu e meu marido trabalhamos na nossa revendedora de caminhões, Caminhões Rodrigues , na qual revendemos caminhões usados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: