Transporte de alimentos: como realizar de maneira correta

Transportar alimentos pode ser um grande desafio tanto para o produtor dos alimentos como também para o motorista, já que sobram dúvidas sobre a maneira correta deste transporte e faltam conhecimentos específicos sobre a legislação brasileira. Como garantir a segurança do alimento, sem afetar o consumidor final? E ainda assegurar qualidade na matéria-prima e perder a menor quantidade possível durante o trajeto?

É nisso que nós vamos te ajudar!

A carroceria certa para o transporte de alimentos perecíveis

A carroceria certa para o transporte de alimentos perecíveis

Frutas, legumes e verduras são alimentos frágeis que exigem refrigeração para garantir a vida útil do produto e sua qualidade, sem causar nenhum problema de saúde aos consumidores. Por isso é tão importante manter os alimentos na temperatura correta e um baú isolado corretamente.

Uma boa dica é pensar na cadeia do frio destes alimentos, nada mais do que o controle da temperatura do alimento em todo o processo, desde a saída do produtor até a chegada a mesa do consumidor.

A parte logística também deve ser pensada. O veículo deve ser apropriado para garantir que os alimentos mantenham a mesma qualidade. Por isso, a cabine do condutor precisa ser isolada da parte onde estão os alimentos, o veículo precisa estar com o Certificado de Vistoria em dia e possuir boas caixas para o acondicionamento dos alimentos.

O motorista deve se certificar que um tempo a mais de rota sem ser calculada anteriormente pode ser um problema. O ideal é que o veículo circule o tempo necessário e tenha um piso vedado para não ter saída de líquido.

Situações comuns, mas que são erradas para o transporte de alimentos

Situações comuns, mas que são erradas para o transporte de alimentos

O baú isotérmico é um grande engano! Apesar de parecer vantajoso para o transporte de alimentos que precisam de refrigeração, ele funciona como uma garrafa térmica que tem uso limitado, principalmente porque o abre e fecha da porta perde-se a temperatura. Além disso, com a quantidade de entregas ou mesmo com o trânsito das grandes cidades, o baú não consegue manter a qualidade do produto em 100%.

Há ainda o baú comum, que é ainda pior para os alimentos, já que não oferece nenhum tipo de proteção, não é isolado e transmite muita temperatura, acelerando o processo de deterioração do produto.

Check List do caminhoneiro

Regulamentação e legislação brasileira para o transporte de alimentos

Regulamentação e legislação brasileira para o transporte de alimentos

A Secretaria da Vigilância Sanitária possui a Portaria 326, que foi publicada em 1997 e afirma que os veículos devem ser adequados com materiais que proporcionam limpeza, conservação, desinfecção e desinfecção simples e completa.

Há ainda a Resolução 275 da Anvisa, que orienta sobre o transporte de alimentos, tal como a importância de seguir a temperatura indicada no rótulo do alimento, a limpeza e cobertura da carga, assim como mecanismos que fazem um monitoramento da temperatura daquela carga que exige condições especiais.

Transporte de alimentos congelados, como carnes

Transporte de alimentos congelados, como carnes

Diferente do transporte de alimentos perecíveis, os alimentos congelados necessitam de uma temperatura ainda mais severa. A temperatura deve ser apropriada conforme os produtos transportados, sem muitas variações. Além disso, não pode ser superior a -18º C e nem inferior ao que o alimento necessita, por isso o caminhão deve capacidade para manter o congelamento durante todo o percurso.

Um fato positivo que contribui para o total controle da temperatura é o termostato que os caminhões que fazem este tipo de procedimento costumam conter. Para manter o controle sobre a temperatura no transporte de alimento, vale a pena:

·         Verificar a vedação do baú do caminhão.

·         Utilizar um termostato.

·         Evitar vazamentos, sempre olhando antes de sair com a carga.

·         Monitore a temperatura com mecanismos.

Para os produtos congelados de origem animal, a atenção é ainda maior. Por sua vez, quem tende a analisar se o transporte foi feito de maneira correta é o cliente, afinal, ao receber o produto ele checa se o alimento foi transportado corretamente, com a temperatura indicada pela legislação e pelo fabricante. Se, por acaso, houver qualquer variação de temperatura durante o trajeto, é provável que a carga não seja aceita.

A fiscalização da vigilância sanitária é o que mantém uma grande preocupação por parte dos clientes, já que ela analisa constantemente os produtos dos estabelecimentos.

11 dicas fundamentais para preparar o veículo para fazer o transporte de alimentos

11 dicas fundamentais para preparar o veículo para fazer o transporte de alimentos

·         Planeje todas as etapas necessárias para a distribuição dos alimentos transportados, afinal, a entrega dos alimentos tem tudo a ver com a capacidade de venda posteriormente.

·         Caixas e caixotes de madeira são muito utilizados neste tipo de transporte, pois facilitam tanto na organização do espaço como no manuseio da mercadoria, o embarque e desembarque.

·         Escolha um veículo adequado pensando em cada tipo de carga que será enviada. Os alimentos mais simples que não precisam de refrigeração também podem ser transportados em cargas fechadas como forma de precaução.

·         Tome muito cuidado com os alimentos perecíveis, já que requerem cuidado em dobro. Saindo do caminhão, o ideal é que o alimento perecível seja levado para uma câmera fria, para manter a cadeia do frio.

·         Saiba como controlar a temperatura das mercadorias. Exija uma boa estrutura para manter a qualidade dos alimentos e o monitoramento sobre a temperatura.

·         Cuidado com as avarias durante o percurso! É muito comum um cliente se recusar a receber cargas que passaram por um processo de temperaturas oscilando, já que isso pode estragar os alimentos.

·         Trabalhe com regras para todo o processo de carga e descarga. Esse tipo de diretriz é ideal para manter o trabalho em dia, sendo bom para o produtor, como também para os motoristas. O objetivo é garantir mais segurança ao processo.

·         Cuidado com as restrições do transporte de alimentos! Há diferentes tipos de transportes de cargas de alimentos, o ideal é analisar cada produto especificamente, sejam ovos, frutas, grãos, massas, pães, alimentos congelados, carnes e frutos do mar.

·         Não se esqueça de verificar a etiqueta dos produtos, pois geralmente ali contém informações suficientes para um bom transporte. Caso a etiqueta não esteja legível, entre em contato com o produtor e solicite as informações necessárias.

·         Fique atento à validade dos produtos. Só se comprometa em transportar alimentos que possuam uma boa distância entre a data de transporte e a data de validade, afinal, o desafio de transportar produtos prestes a vencer é ainda maior.

·         Para retirar os produtos da carga, se precisar da ajuda de empilhadeiras ou plataformas elevatórias, mantenha atenção sobre o deslocamento dos produtos para evitar perdas e danos às mercadorias.

Apesar de parecer tarefa complicada, é só se atentar no preparo da mercadoria e na adequação do veículo para o transporte. É preciso mais atenção, consciência e boa infraestrutura para evitar a perda dos produtos, que de fato afeta desde a saída do alimento pelo produtor até a qualidade da mercadoria que o consumidor final procura.

Gostou do conteúdo? Então leia os outros no nosso blog.

Infográfico: o que todo caminhoneiro precisa ter dentro do seu caminhão

Conteúdo Originalmente postado em: Transporte de alimentos: como realizar de maneira correta.

Publicado por Ana Maria Rodrigues

Olá eu sou a Ana, e adoro compartilhar minha vida com minha família. Sou Casada com Luis Rodrigues e tenho 3 lindos filhos, Luiz Filho, Maria Gabriela e Luiza. Atualmente eu e meu marido trabalhamos na nossa revendedora de caminhões, Caminhões Rodrigues , na qual revendemos caminhões usados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: